Jogo de Decoração - Design Home


Recentemente descobri este jogo de decoração e me viciei! É um prato cheio pra quem curte Design de Interiores! Então fiz um vídeo mostrando como ele funciona, vem conferir!


Espero que gostem e se inscrevam no canal! Até o próximo vídeo/post! Tchau!

DIY de Dia das Mães - Caneca Personalizada!


Ainda não foi comprar o presente da sua mãe e sofre só de pensar nas filas das lojas? Que tal fazer o presente você mesmo?


Espero que tenham gostado! Se inscrevam lá no canal! Até o próximo vídeo/post!

Quem Quer Ser um Influenciador Digital?


Nunca gostei do termo "Influenciador Digital". Sempre achei estranho, sempre achei que havia algo errado com a expressão. A impressão que me passa é que o trabalho de um Influenciador é pura e simplesmente convencer pessoas a comprar produtos. 

Por isso fiz este vídeo onde consigo expressar bem minhas ideias, da só uma olhada:


Não se esquece de se inscrever no meu canal e dizer o que achou do vídeo! Até mais!

Meu Conceito de Imortalidade.


Não acredito em vida após a morte. Não acredito em céu ou inferno, nem em reencarnação ou ressurreição.

Pra mim é tudo muito mais simples: ao morrermos deixamos de existir. Da mesma forma que não existíamos antes de nascer.

No entanto, neste ínterim entre nascimento e morte, conhecemos pessoas pelas quais esperamos ser lembrados. Para mim, você se torna imortal se durante sua permanência no mundo você produz algo tão relevante que mesmo após sua morte a memória de sua existência se perpetua geração após geração. Sendo assim nossa imortalidade não dependeria de obra divina senão de nós mesmos.


Por não ter esperanças de nascer de novo, ou de ir para um lugar melhor ou pior do que este, não faço nada esperando recompensas num mundo sobrenatural.

E antes que você suponha que por isso eu sou uma pessoa inconsequente, que faz coisas ruins por não ter medo de ser castigada, saiba que eu me deixo guiar pela empatia: não faço com os outros o que não gostaria que fizessem comigo. O que é certo é certo e é nossa obrigação fazê-lo sem esperar nada em troca!

Desde bem pequena tenho um certo fascínio pela fama. Queria me tornar conhecida de alguma forma! Ao crescer tentei por algumas vezes fugir e negar este desejo até que recentemente decidi que isto não era nenhuma vergonha que eu precisasse manter em segredo. Eu ainda quero ser conhecida.


No entanto, após assumir isto pra mim mesma, com o auxílio de minhas sessões de terapia concluí que meus anseios pela fama estavam intrinsecamente ligados ao meu medo de ser medíocre. Meu medo de morrer completamente desconhecida sem deixar algo de valor pro mundo. De morrer e ser esquecida. Logo, meu medo de não ser imortal.

É importante não confundir a posteridade com o póstumo! Eu quero que meu nome seja conhecido mesmo após minha morte mas quero poder usufruir desta fama ainda em vida. Me assusta pensar que algo que eu faça pode vir a ser reconhecido apenas após minha morte pois - de acordo com o que creio - eu não estarei vendo isso de lugar algum.


Diferentemente de algumas crenças que eu possuía quando criança e deixei de ter com o passar do tempo, a vida após a morte nunca foi algo no qual eu acreditei.

Será então que desde criança meu desejo de ser famosa já estava inconscientemente ligado ao meu conceito de imortalidade? Ou será que eu ressignifiquei este sonho para que ele pareça menos fútil e mais nobre?

Acho que a abordagem que minha psicóloga utiliza - a fenomenologia - diria que se eu penso que é isto que significa, então é isso. Caso eu venha a deixar de acreditar nisso então o significado deixará de ser este.


Caso você tenha gostado do texto e queria saber mais sobre minhas reflexões sobre a vida, religiosidade e afins, me conta pra que eu possa trazer mais textos como estes.

Se Eu Não Precisasse Trabalhar...


Algumas pessoas quando questionadas se trabalhariam mesmo tendo dinheiro o suficiente para não fazer nada, respondem que jamais conseguiriam levar a vida sem as rotinas e as responsabilidades que um trabalho exige. Eu não. Mesmo correndo o risco de ser taxada de preguiçosa, eu não tenho problema nenhum em dizer que se eu pudesse eu não trabalharia.

No entanto, isso não significa que eu passaria meus dias assistindo Netflix (assistiria bastante é claro mas minha vida não se resumiria a isto). Eu me daria ao luxo de aprender! Estudar várias coisas que tenho vontade mas que não tenho tempo e/ou dinheiro pra investir.


A lista de coisas é extensa: Confeitaria, Xilogravura, Libras, Canto, Trabalhos em Argila/ Cerâmica, Desenho, Corte e Costura, Fotografia, Photoshop... Hoje tenho tentado me dedicar a aprender Caligrafia e Hand Lettering os quais tenho que conciliar com minha rotina de trabalho, cuidados com a casa e gravação de vídeos para um canal que não faço ideia se me levará pra algum lugar. Sem falar da pouca grana que disponho para gastar com materiais.

Além de aprender ia também dedicar um tempo a escrever livros de ficção e passaria temporadas lendo, lendo muito! Adoro ler! Passo horas imersa em um livro, parando somente pra comer, tomar banho e dormir. Passaria meses fazendo isto e quando cansasse, então partiria pra outra coisa.


Eu faria trabalho voluntário também! Contar histórias em Libras para crianças com deficiência auditiva! Seria demais!

Infelizmente tudo isso parece um sonho bem distante o qual me pego fantasiando ultimamente. Mas e você? O que faria se não precisasse trabalhar?